Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9668
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 15-Aug-2016
metadata.dc.creator: MATOS FILHO, João Ramos de
metadata.dc.contributor.advisor1: LOPES, Luis Otávio do Canto
metadata.dc.contributor.advisor-co1: MANESCHY, Rosana Quaresma
Title: Modo de vida e o manejo de açaizais nas várzeas do rio Mazagão, município de Mazagão-AP, Brasil
Citation: MATOS FILHO, João Ramos de. Modo de vida e o manejo de açaizais nas várzeas do rio Mazagão, município de Mazagão-AP, Brasil. 2016. 106 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Meio Ambiente, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9668>. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A ampliação dos interesses de mercado estabeleceu importantes mudanças no modo de vida das comunidades ribeirinhas em torno da economia do açaí. O manejo de açaizais é uma importante atividade econômica e de subsistência dos ribeirinhos extrativistas que moram nas várzeas do estuário amazônico. No entanto, a intensificação da coleta do fruto e a retirada indiscriminada de espécies nativas das áreas de manejo, podem causar alterações ambientais significativas nas várzeas. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi estudar o modo de vida e sua relação com os sistemas de manejo de açaizais nativos da comunidade Foz de Mazagão Velho, no município de Mazagão-AP. A vegetação predominante na comunidade apresenta-se sob forma de floresta de várzea. O extrativismo representa um papel muito importante no regime alimentar da comunidade, sendo a pesca uma das suas principais atividades, juntamente com a extração seletiva de madeira, extração de palmito e principalmente coleta do açaí (Euterpe oleraceae Mart.). No trabalho de campo foi utilizado o método etnográfico com as técnicas de observação participante, entrevistas formais e informais. Na realização das entrevistas estruturadas para a coleta de dados socioeconômicos e do modo de vida foram utilizados formulários previamente elaborados e testados, contendo perguntas abertas e fechadas, feitas oralmente e individualmente às pessoas que responderam da mesma forma. Foi realizado um levantamento dos principais recursos utilizados para a sobrevivência dos ribeirinhos da comunidade Foz de Mazagão Velho, como principais espécies agrícolas (roça), frutíferas (quintal), madeireiras, plantas medicinais utilizadas, peixes consumidos e/ou vendidos, animais criados, entre outras, através de entrevistas utilizando-se formulários pré-elaborados. Durante as visitas aos açaizais e entrevistas abertas com o proprietário, observou-se os sistemas de manejo utilizados e foram classificados em quatro modalidades: manejo intensivo, intermediário, moderado e sem manejo. Todos eles foram relacionados à dinâmica de extração do açaí, considerando as relações de trabalho, assim como os agentes comerciais e a circulação do açaí. Por meio do cruzamento dessas informações, foi possível perceber que a demanda do mercado pelo fruto açaí está alterando o modo de vida dos ribeirinhos de Foz de Mazagão Velho, priorizando cada vez mais as atividades relacionadas ao manejo e criando uma dependência cada vez maior desse produto. Apesar da ideia de sustentabilidade dos açaizais manejados nas várzeas, uma expansão em larga escala dessa prática nas comunidades ribeirinhas do Estado do Amapá, como vem ocorrendo em Foz de Mazagão Velho, esconde elevados riscos ambientais em médio e longo prazos, principalmente devido a realização do desmatamento “verde”, onde não se usa o fogo para promover as derrubadas e uma relativa homogeneização da cobertura vegetal na várzea.
Abstract: The expansion of market interests established important changes in the lifestyle of coastal communities around the acai economy. The management of açai is an important economic activity and livelihood of coastal gatherers living in the floodplains of the Amazon estuary. However, the intensification of the fruit collection and indiscriminate removal of native species of management areas could cause significant environmental changes in the floodplains. Thus, the objective of this work was to study the lifestyle and their relationship with the native açai management systems of Foz de Mazagão Old community, Mazagão-AP municipality. The predominant vegetation in the community is presented in the form of floodplain forest. The extraction is a very important role in the community's diet, and fishing one of its main activities, together with selective logging, palm heart extraction and collection mainly açaí (Euterpe oleracea Mart.). In the field work was used the ethnographic method with participant observation techniques, formal and informal interviews. In the interviews structured to collect socioeconomic data and the lifestyle previously developed and tested forms were used, with open and closed questions, made orally and individually to people who responded the same way. A survey of the main resources used for the survival of community bordering Foz de Mazagão Old, main agricultural crops (fields), fruit (yard), timber, medicinal plants used, consumed fish and/or sold, bred animals, including others, through interviews using pre-designed forms. During visits to açai and open interviews with the owner, it was observed the management systems used and were classified into four types: intensive management, intermediate, moderate and without management. All of them were related to acai extraction dynamics, considering labor relations, as well as commercial agents and the circulation of açai. Through the crossing of this information was revealed that the market demand for the acai fruit is changing the lifestyle bordering Foz de Mazagão Old, prioritizing increasingly the activities related to the management and creating an increasing dependence of açai. Although the idea of sustainability of açai managed in the floodplains, a large-scale expansion of this practice in the riverine communities of Amapá State, as has occurred in Foz de Mazagão Old hides high environmental risks in the medium and long deadlines, mainly due to the completion of the deforestation "green", which do not use heat to promote torn down and a relative homogenization of vegetation in floodplains.
Keywords: Comunidades agrícolas
Vida ribeirinha
Açaí - Cultivo
Várzea
Amapá - Estado
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS E DESENVOLVIMENTO LOCAL
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: USO E APROVEITAMENTO DOS RECURSOS NATURAIS
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::ECONOMIA AMBIENTAL::ECONOMIA DOS RECURSOS NATURAIS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Meio Ambiente
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (Mestrado) - PPGEDAM/NUMA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ModoVidaManejo.pdf4,21 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons