Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9692
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSILVA, Jane Andréia Cabral e-
dc.date.accessioned2018-04-06T14:00:02Z-
dc.date.available2018-04-06T14:00:02Z-
dc.date.issued2016-09-23-
dc.identifier.citationSILVA, Jane Andréia Cabral e. Juventude rural e trabalho: o caso do Assentamento Mártires de Abril, Distrito de Mosqueiro – Belém/PA. 2016. 140 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9692>. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9692-
dc.description.abstractThis study addresses the conditions of life, work and organization of rural youth of Martyrs settlement April/AMA located in Mosqueiro district - Belém/PA. The study aimed to analyze the forms, working conditions and the results of the AMA, as well as identify the profile of the young settlement, His objectives were to identify the profile of the young settlement Martyrs April/AMA, to characterize the forms of youth work and youth organization of the April Martyrs. The research was quantitative and qualitative character and its methodological procedures involved the realization of bibliographical research and document search plus field research through observation and semi-structured interviews with twelve (12) young AMA, aged 15 to 29 years in accordance with the provisions of the Statute of Youth. The survey results indicate that the rural youth of the AMA, as indeed the settlement, experiencing difficulties in gaining access to education, work and technical assistance without which the agricultural labor and rural worker identity itself can be compromised, nevertheless, even with the absence of public policies that encourage work on earth and life in the settlement, the youth said to identify with the work on the ground, as the youth political organization, despite difficulties in the activities organized by the MST youth still brings with belonging to this movement.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.description.sponsorshipFAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisaspt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectJuventude ruralpt_BR
dc.subjectBelém (PA)pt_BR
dc.subjectAssentamentos humanospt_BR
dc.subjectTrabalhopt_BR
dc.subjectMovimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (Brasil)pt_BR
dc.subjectReforma agráriapt_BR
dc.titleJuventude rural e trabalho: o caso do Assentamento Mártires de Abril, Distrito de Mosqueiro – Belém/PApt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Sociais Aplicadaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIALpt_BR
dc.contributor.advisor1NASCIMENTO, Nádia Socorro Fialho-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0757907626776627pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7998418023644449pt_BR
dc.description.resumoEste estudo aborda as condições de vida, trabalho e organização da juventude rural do assentamento Mártires de Abril, localizado no Distrito de Mosqueiro - Belém/PA. O trabalho teve como objetivo: analisar as formas e condições do trabalho dos jovens do Mártires de Abril; seus objetivos específicos foram: identificar o perfil dos jovens do Assentamento Mártires de Abril/AMA, caracterizar as formas de trabalho dos jovens e a organização dos jovens do Mártires de Abril. A pesquisa teve caráter quanti-qualitativo e seus procedimentos metodológicos envolveram a realização de pesquisa bibliográfica e pesquisa documental, além de pesquisa de campo através de observação e entrevistas semiestruturadas com 12 (doze) jovens do AMA, na faixa etária de 15 a 29 anos em conformidade com o estabelecido no Estatuto da Juventude. Os resultados da pesquisa indicam que a juventude do AMA, como os demais assentados, vivencia dificuldades de acesso à educação, trabalho e assistência técnica sem as quais o trabalho agrícola e a própria identidade de trabalhador rural podem ser comprometidos, entretanto, mesmo com a ausência de políticas públicas que incentivem o trabalho na terra e a vida no assentamento, os jovens disseram se identificar com o trabalho na terra, quanto a organização política da juventude, embora com dificuldades de participar das atividades organizadas pelo MST a juventude ainda traz consigo o pertencimento a esse Movimento.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Serviço Socialpt_BR
dc.subject.linhadepesquisaSERVIÇO SOCIAL E POLÍTICAS SOCIAIS NA AMAZÔNIApt_BR
dc.subject.areadeconcentracaoSERVIÇO SOCIAL, TRABALHO E POLÍTICAS SOCIAISpt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Serviço Social (Mestrado) - PPGSS/ICSA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_JuventudeRuralTrabalho.pdf4,85 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons