Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/10480
Tipo: Tese
Data do documento: 23-Mai-2014
Autor(es): NASCIMENTO, Gabriela Souza do
Primeiro(a) Orientador(a): GOUVEIA JUNIOR, Amauri
Título: Desamparo aprendido com o zebrafish (Danio rerio)
Título(s) alternativo(s): Learned Helplessness in Zebrafish (Danio rerio)
Agência de fomento: 
Citar como: Nascimento, Gabriela Souza. Desamparo aprendido com o zebrafish (Danio rerio). 2014. 89 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento. Disponível em: <>. Acesso em:.
Resumo: Exposição a eventos aversivos incontroláveis gera dificuldade de aprendizagem para relações de contingência, fuga e/ou esquiva. Tal fenômeno foi denominado de desamparo aprendido e tem sido relacionado à depressão e transtorno de estresse póstraumático. Este trabalho é composto de três estudos com os objetivos de: produzir desamparo aprendido em Danio rerio (Estudo I), investigar os efeitos da luz sobre o teste de fuga (Estudo II) e avaliar os efeitos da imipramina administrada em regime agudo sobre o desamparo aprendido em Danio rerio (Estudo III). Em todos os experimentos foi utilizada uma shuttlebox de acrílico (INSIGHT Equipamentos), que continham uma área central (removível) que permitia o isolamento dos sujeitos. O protocolo geral consistiu de duas fases: 1) Tratamento, onde cada peixe do tratamento choque incontrolável (CHI) foi submetido a 60 choques aleatórios e incontroláveis (0.7- 0.9 V, com duração de 30 segundos), nesta fase os sujeitos do grupo que não receberam tratamento com choque elétrico (NCH) apenas permaneceram na área central por 60 minutos; e 2) Teste, onde cada sujeito, indiferente do tratamento recebido, foi submetido a uma sessão de fuga com 30 choques (0.7 a 0.9V, duração máxima de 30 segundos). No estudo I, foram utilizados 3 grupos, um experimental (GE-CHI) e dois controles, um permanecendo no aquário experimental por 60 minutos sem choque (GCNCH) e outro que permaneceu no aquário viveiro durante a fase I (GF-NCH). No estudo II foram utilizados 4 grupos, um par de NCH e CHI submetidos ao teste com luz, outro par (NCH e CHI) que realizaram o teste na condição sem luz. Já no estudo III foram utilizados 6 grupos de acordo com a concentração de imipramina administrada por 10 minutos, antes da sessão teste: 0,0 mg/l NCH; 0,0 mg/CHI; 1,0 mg/l NCH; 1,0 mg/l CHI; 2,0 mg/l NCH; e 2,0 mg/l CHI. Os principais resultados mostraram que é possível gerar desamparo aprendido em Danio rerio (estudo I), sendo que a luz é uma variável que pode interferir diretamente na aquisição do fenômeno (estudo II) e a imipramina aguda, nas doses aqui administradas não reverteram o desamparo aprendido em Danio rerio.
Abstract: Exposure to uncontrollable aversive events leads to difficulty in learning contingency relations, escape and/or avoidance. Such phenomenon was named learned helplessness and it has been correlated to depression and post-traumatic stress disorder. This thesis is composed by three studies that together have the aim of: producing learned helplessness in Danio rerio (Study I); investigating the effects of light on the escape test (Study II) and evaluating the effects imipramine have on learned helplessness when applied acutely in Danio rerio (Study III). In every experiment it was used an acrylic shutllebox (INSIGHT equipment) which contained a central area (removable) that enabled the isolation of the subjects. The general protocol consisted in two phases: 1) Treatment, each subject of the Uncontrollable shock (USH) treatment was subjected to 60 random and uncontrollable shocks (0.7 – 0.9V, lasting 30 seconds each), in this phase the subjects of the group that didn't receive treatment with electric shock (NSH) only remained in the central area for 60 minutes; and 2) Test, each subject from both groups was subjected to an escape session with 30 shocks (0.7 – 0.9V, maximum duration of 30 seconds each). In Study I, 3 groups were used, one experimental (EGUSH) and two controls, one remaining in the experimental aquarium for 60 minutes without shock (CG-NSH). In Study II, 4 groups were used, a pair from NSH and USH subjected to the light test, another pair (NSH and USH) underwent the test no light condition. In Study III 6 groups were used according to the concentration of imipramine administered during 10 minutes before the test session: 0.0 mg/l NCH; 0.0 mg/CHI; 1.0 mg/l NCH; 1.0 mg/l CHI; 2.0 mg/l NCH; e 2.0 mg/l CHI. The main results show that it is possible to create learned helplessness in Danio rerio (study I), considering light as a variable that can interfere directly in the acquisition of the phenomenon (study II), in addition, it was showed that acute imipramine in the doses administered here did not revert the learned helplessness in Danio rerio.
Palavras-chave: Desamparo Aprendido
Danio rerio
Luz
Imipramina
Área de Concentração: PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL::PROCESSOS DE APRENDIZAGEM, MEMORIA E MOTIVACAO
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Programa: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Fonte: 1 CD-ROM
Aparece nas coleções:Teses em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Doutorado) - PPGTPC/NTPC

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_DesamparoAprendidoZebrafish.pdf1,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons