Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7222
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorLIMA, Luciano Demetrius Barbosa-
dc.date.accessioned2017-01-04T16:50:08Z-
dc.date.available2017-01-04T16:50:08Z-
dc.date.issued2016-03-28-
dc.identifier.citationLIMA, Luciano Demetrius Barbosa. Entre batalhas e papéis: a cabanagem e a imprensa brasileira na menoridade (1835-1840). 2016. 329 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7222-
dc.description.abstractBetween battles and printed papers: the Cabanagem and the Brazilian periodicals during the Minority period (1835-1840) proposes a methodological redefining the historical and historiographical construction of the cabanos’s war. Returning to the analysis of some Brazilian periodicals at the first half of the nineteenth century, specifically between the years 1835 and 1840, I argue that the cabanos’s narrative history should be expanded beyond the crafts, proclamations and correspondence between cabanas e anti-cabanas authorities. In this study, the research was done in a rich and diverse list of editorials, articles and notes periodistics printed during the Minority period. They are outside and inside of periodicals of the former Grão-Pará, overturning the myth that – because there was no periodic regularly circulating during cabano‘s episode (1835-1839) – would hardly have to research these News organizations. I also intend to demonstrate, through the analysis of two newspapers of Rio de Janeiro: Correio Official, The Sete d’Abril, and the paraense periodical Treze de Maio (this was born immediately after cabano’s episode in 1840), that the cabano’s narrative war had a national circulation and that such disclosure contributed greatly to the creation of a memory-historical of this Amazonian movement in the nineteenth and twentieth centuries.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectHistóriapt_BR
dc.subjectImprensapt_BR
dc.subjectCabanagem, 1835 -1840pt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleEntre batalhas e papéis: a cabanagem e a imprensa brasileira na menoridade (1835-1840)pt_BR
dc.title.alternativeBetween battles and printed papers: the cabanagem and the brazilian periodicals during the minority period (1835-1840)pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Filosofia e Ciências Humanaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICApt_BR
dc.contributor.advisor1RICCI, Magda Maria de Oliveira-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4368326880097299pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2873762494365110pt_BR
dc.description.resumoEntre batalhas e papéis: a Cabanagem e a imprensa brasileira na Menoridade (1835-1840) propõe uma redefinição metodológica na construção histórica e historiográfica sobre a guerra cabana. Voltando a análise para parte de alguns órgãos de imprensa brasileiros, durante a primeira metade do século XIX, mais especificamente entre os anos de 1835 e 1840. Defendo que a narrativa da história da Cabanagem deve ser ampliada para além dos escritos e fontes retiradas de ofícios e proclamações cabanas e anti-cabanas. Neste estudo, a pesquisa foi feita em um rico e diversificado quadro de editoriais, artigos e notas jornalísticas, publicados ao longo da Menoridade. São jornais tanto de fora do antigo Grão-Pará quando de dentro, derrubando o mito de que – por não existirem jornais circulando em Belém regularmente durante o episódio cabano (1835-1839) – quase não haveria o que pesquisar nesses órgãos de divulgação. Almejo também demonstrar, pela análise de dois jornais do Rio de Janeiro: Correio Official e O Sete d’Abril, e do periódico paraense Treze de Maio (esse nascido imediatamente depois do episódio cabano em 1840), que a narrativa da guerra cabana circulou nacionalmente e que essa divulgação muito contribuiu para a criação de uma memória-histórica desse movimento amazônico nos séculos XIX e XX.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em História Social da Amazôniapt_BR
Appears in Collections:Teses em História (Doutorado) - PPHIST/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_BatalhasPapeisCabanagem.pdf5,1 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons