Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11094
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Aug-2015
metadata.dc.creator: COSTA, Lucilene Paiva da
metadata.dc.contributor.advisor1: CAVALCANTE , Lília Iêda Chaves
Title: Características biopsicossociais de autores de agressão sexual de crianças e/ou adolescentes em contexto intrafamiliar e extrafamiliar
Other Titles: Biopsychosocial Characteristics of Authors of Sexual Aggression of Children and/or Adolescents in Intrafamilial and Extrafamilial Contexts
Citation: COSTA, Lucilene Paiva da. Características biopsicossociais de autores de agressão sexual de crianças e/ou adolescentes em contexto intrafamiliar e extrafamiliar. 2015. 142 f. Orientadora: Lília Iêda Chaves Cavalcante. Dissertação (Mestrado em Teoria e Pesquisa do Comportamento) - Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Esta pesquisa teve como objetivo geral compreender as características biopsicossociais de autores de agressão sexual de crianças e/ou adolescentes nos contextos intrafamiliar e extrafamiliar. Foram realizados dois estudos, um referente à revisão sistemática de literatura, e outro descritivo, documental, com caráter exploratório e abordagem quantitativa. O primeiro analisou as semelhanças e as diferenças das características biopsicossociais de autores de agressão de crianças e/ou adolescentes, no período de 1983 a 2013, a partir de publicações na literatura nacional e internacional. O segundo investigou e analisou, por meio de dados contidos em processos jurídicos, as características biopsicossociais de pessoas adultas acusadas de praticar agressão sexual contra crianças e adolescentes, no município de Belém, no Estado do Pará, no período de 2012 a 2014. O resultado do primeiro estudo indicou que as pesquisas sobre autores de agressão sexual são realizadas em sua maioria com condenados presos (84%) do sexo masculino (93%). Entre as publicações selecionadas, predominaram aquelas que se referiam simultaneamente aos contextos, intrafamiliar e extrafamiliar (77%). Essas publicações demonstraram que, no contexto intrafamiliar, os autores de agressão sexual mantêm relacionamento com a vítima de natureza não hostil e utilizam estratégias sutis e manipuladoras. Diferentemente do observado no contexto extrafamiliar, onde os autores dessa agressão tendem a utilizar estratégias coercitivas e a se expor a riscos mais elevados de apreensão. Os resultados do segundo estudo indicaram que no contexto intrafamiliar os principais autores foram os pais e padrastos das vítimas. No contexto extrafamiliar houve a predominância de autores conhecidos da família das vítimas, em ambos os contextos, as vítimas eram em sua maioria do sexo feminino. Os resultados encontrados no segundo estudo sugeriram que entre as pessoas acusadas nos processos jurídicos de praticar agressão sexual com idade acima dos 30 anos, com cônjuge e filhos, e com vínculo de parentesco com a vítima possuíam maior probabilidade de pertencer ao contexto intrafamiliar do que aquelas que possuem idade abaixo de 30 anos, com cônjuge e filhos, mas sem vínculo de parentesco com a vítima. A razão de chance (2,949) sugere que as pessoas acusadas acima dos 30 anos possuíam aproximadamente 2 vezes mais chance de pertencer ao contexto intrafamiliar quando comparado a uma com idade abaixo dos 30 anos. Neste estudo, utilizou-se como instrumento de coleta de dados um Formulário de Caracterização Biopsicossocial (FCB) e todas as análises foram realizadas no software estatístico SPSS versão 20.0 for Windows. Os resultados dos estudos realizados sugerem que existem diferenças nítidas no perfil dos autores de agressão sexual de crianças e adolescentes do contexto intrafamiliar e extrafamiliar, sendo no primeiro caso mais manipuladores e no segundo mais coercitivos, porém outras pesquisas precisam ser realizadas para que esta questão seja melhor compreendida. Espera-se que este estudo possa contribuir com a discussão dessa temática, principalmente, no contexto da região Amazônica, que necessita de mais investigações que utilizem como referencial a perspectiva bioecológica do desenvolvimento humano para compreensão do perfil e trajetória dos autores de qualquer forma de agressão, principalmente a sexual.
Abstract: This research had general goal to understand the biopsychosocial characteristics of authors of sexual aggression of children and/or adolescents in intrafamilial and extrafamilial contexts. Two studies were carried out, one referring to the systematic literature review and other descriptive, documental with exploratory character and quantitative approach. The first research examined the similarities and differences of biopsychosocial characteristics of authors of sexual aggression of children and adolescents in the period 1983-2013, from publications in national and international literature. The second study analyzed, through data contained in legal processes, the biopsychosocial characteristics of adult people accused of sexual aggression against children and adolescents in the city of Belem, State of Para, in the period 2012-2014. The result of first study indicated that the researches about authors of sexual aggression were realized more frequently with convicted prisoners (84%) and were male (93%). Among the selected publications, predominated those referred to both intrafamilial and extrafamilial contexts (77%). These publications showed that in the intrafamilial context, sexual offenders maintain a non-hostile relationship with the victim and utilized manipulative strategies. Unlike what has been observed in extrafamilial context, in which the author of aggression tends to use coercive strategies and to be exposed to higher risks of apprehension. The result the second study indicated in the intrafamilial context, the principal authors were the father and the stepfather of the victims. In extrafamilial context, there was a prevalence of perpetrators of sexual assault who were known to their victims’ families. In both contexts, the victims were mostly female. The results of the second study suggested that among those accused in the legal processes of practicing sexual assault over the age of 30 years, with spouse and children, and family relationship with the victim had most likely to belong to intrafamily context of those that have aged below 30 years, with spouse and children, but no family relationship with the victim. The odds ratio (2.949) suggests that the accused persons over age 30 had about 2 times more likely to belong to intrafamily context when compared to an aged below 30 years. In this study, was used at data collect the instrument Biopsychosocial Characterization Form, and all analyzes were made with SPSS software version 20.0 for Windows. The results of the studies suggest that there are clear differences among the profiles of sexual authors of sexual aggression of children and adolescents from intrafamilial and extrafamilial contexts, in the first case being more handlers and the second most coercive, however more research needs to be conducted so that this issue is better understood. Expected that this study may have contributed to broaden the discussion of this theme, especially in the context of the Amazon region, which needs further investigation using as reference the bio-ecological perspective of human development to understand the profile and trajectory of the authors anyway of aggression, mainly sexual.
Keywords: Crime sexual contra crianças
Adolescentes e violência
Desenvolvimento
Autores de agressão sexual
Crianças e adolescentes
Contexto intrafamiliar e extrafamiliar
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: ECOETOLOGIA
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: ECOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO HUMANO
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CaracteristicasbiopsicossociaisAutores.pdf2,54 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.