Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11107
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 18-Jan-2010
metadata.dc.creator: SILVA, Raullyan Borja Lima e
metadata.dc.contributor.advisor1: BASTOS, Ana Paula Vidal
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SABLAYROLLES, Maria das Graças Pires
Title: Diversidade, uso e manejo de quintais agroflorestais no distrito do carvão, Mazagão-AP, Brasil
Citation: SILVA, Raullyan Borja Lima e. Diversidade, uso e manejo de quintais agroflorestais no distrito do carvão, Mazagão-AP, Brasil. Orientadora: Ana Paula Vidal Bastos. 2010. 268 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido) - Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Universidade Federal do Pará, Belém, 2010. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11107. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Os quintais agroflorestais são sistemas de produção localizados próximos às casas e muito presentes nos trópicos, formados por espécies agrícolas e florestais, podendo envolver também a criação de pequenos animais com o intuito de produção de alimentos para subsistência e geração de renda com importante função na conservação da biodiversidade. Com o objetivo de caracterizar do ponto de vista florístico e etnobotânico os quintais agroflorestais do Distrito do Carvão e sua organização interna, ressaltando sua composição, estrutura e função socioeconômica, destacando aspectos de manejo e usos, de maneira a levantar informações que contribuam para a conservação dos recursos naturais e seu uso racional para valorizar esta importante prática cultural, foram estudados 94 quintais agroflorestais no Distrito do Carvão, Mazagão-AP. No trabalho de campo usou-se o método etnográfico com as técnicas de observação participante, entrevistas formais e informais. A coleta do material botânico foi feita usando as técnicas usuais em botânica. A renda bruta mensal dos moradores é de 261,08 salários mínimos (SM) com média por domicílio de 2,53 SM e moda de 1SM. As práticas agrícolas colaboram com 30,82 SM que corresponde a 11,801% do total bruto. As doenças mais comuns nas famílias são gripe, malária e dores nas pernas e braços, e as plantas medicinais são usadas por parte da população na prevenção e cura de problemas de saúde. Os quintais investigados apresentaram tamanhos variados, bem como o número de espécies e espécimes, sendo o tamanho médio de 0,08 ha. Animais domésticos são criados para complementar alimentação e renda. Foram registradas 218 espécies incluídas em 69 famílias e 164 gêneros, tendo uma média de 20,90 espécies por quintal. As famílias com maior número de espécies foram: Lamiaceae, Solanaceae, Arecaceae, Asteraceae e Rutaceae. Os gêneros mais frequentes são representados por Citrus, Capsicum, Alternanthera, Justicia e Allium. As espécies mais frequentes foram: Mangifera indica L., Anacardium occidentale L., Citrus sinensis (L.) Osbeck, Euterpe oleracea Mart., Musa sp. e Cocos nucifera L. Com relação às categorias de uso a maioria das espécies é de uso múltiplo, com destaque para as de uso medicinal (169 espécies), alimentar (102 espécies), ornamental (71 espécies), místico (56 espécies) e para arborização (36 espécies). Os quintais estão arranjados basicamente em quatro estratos distintos e a mulher desempenha importante função na introdução e manutenção das espécies presentes neste ambiente, sendo que o manejo nessas práticas é simples e de baixo custo, uma vez que envolve práticas tradicionais de cultivo de plantas e a principal finalidade dos quintais no Distrito de Carvão é de promover a complementação alimentar das unidades familiares, com exceção de alguns poucos que vendem os excedentes. A composição florística e a distribuição das espécies nos quintais são determinadas por fatores externos e internos, como função e tamanho do quintal, bem como fatores socioeconômicos e culturais, além da influência direta da família que seleciona as espécies de acordo com suas necessidades. Estes locais poderiam ser mais bem aproveitados, a fim de aumentar à produtividade e aproveitamento da produção.
Abstract: The agroforestry areas are production systems, which are located near the homes and are quite common in the tropics. They consist of agricultural and forest species and may also involve the raising of small animals in order to produce food for subsistence as well as income generation, with special focus on the conservation of biodiversity. Aiming at characterizing the floristic and ethnobotanical view of the agroforestry areas of the Carvão District and its internal organization, enhancing its composition, socioeconomic structure and function, focusing on aspects of management and usage, so as to gather information that contributes to the conservation of natural resources and their rational use to enhance this important cultural practice, 94 agroforestry areas in the Carvão District, Mazagão-AP, have been studied. During the fieldwork, the ethnographic method with the techniques of participative observation, formal and informal interviews, have been used. The collection of plant material was made through the usual techniques applied in botany. The residents‟ monthly gross income is 261.08 minimum wages (MW) with an average of 2.53 MW and a mode of 1MW, per household. Agricultural practices help with 30.82 MW, which corresponds to 11.801% of the total. The most common diseases in families are influenza, malaria and pain in legs and arms, and medicinal plants are used by the population in the prevention and in the cure of health problems. The yard areas investigated presented different sizes as well as the number of species and specimens, being the average size of 0.08 hectares. Domestic animals are raised so as to complement food and income. We recorded 218 species in 69 families and 164 genera, with an average of 20.90 species per yard area. The families with the largest number of species were: Lamiaceae, Solanaceae, Arecaceae, Asteraceae, and Rutaceae. The most frequent genera are represented by Citrus, Capsicum, Alternanthera, Justicia and Allium. The most frequent species were: Mangifera indica L., Anacardium occidentale L., Citrus sinensis (L.) Osbeck, Euterpe oleracea Mart., Musa sp. and Cocos nucifera L. Regarding the usage categories, most species is multiple use, particularly for medical use (169 species), for food (102 species), for ornamentation (71 species), mystic (56 species) and for trees plantation (36 species). The yards are basically arranged in four distinct strata, and women play important role concerning the introduction and maintenance of the species in that environment. Management in such practices is simple and has low cost, since it involves traditional plant cultivation practices and the main purpose of the yard areas of the Carvão District is to promote complementary food items for families, except for a few of them who sell the surplus. The floristic composition and species distribution in the yards are determined by external and internal factors such as function and size of the yard as well as socioeconomic and cultural factors, also the direct influence of the family that selects the species according to their needs. These places could be better used in order to increase the productivity and utilization of the production.
Keywords: Agrossivilcultura - Macapá (AP)
Plantas - Cultivo - Macapá (AP)
Plantas - Aspectos econômicos - Macapá (AP)
Etnobotânica - Macapá (AP)
Ecologia agrícola - Macapá (AP)
Conservação da diversidade das plantas - Macapá (AP)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BOTANICA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_DiversidadeUsoManejo.pdf8,98 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons