Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11191
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 14-Dec-2018
metadata.dc.creator: QUEIROZ, José Francisco da Silva
metadata.dc.description.affiliation: SEMED - Secretaria Municipal de Educação de Castanhal
metadata.dc.contributor.advisor1: PRESSLER, Gunter Karl
Title: Futurosos e futuristas: uma história pelo avesso da arte moderna no Pará
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: QUEIROZ, José Francisco da Silva. Futurosos e futuristas: uma história pelo avesso da arte moderna no Pará. 2018. 515 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2018. Programa de Pós-Graduação em Letras. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11191 . Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho de história da literatura focaliza o ambiente cultural e literário da cidade de Belém, capital do Estado do Pará, durante a década de 1920. As extrapolações histórico-cronológicas que ultrapassam essa década – tanto anterior como posteriormente – foram necessárias para enfatizar alguns posicionamentos estéticos e afirmações feitas segundo o Cânone Modernista instituído. Partindo de uma abordagem narratológica (SCHMID, 2010; DOLEZEL, 2010), auxiliada por noções da Estética da Recepção (JAUSS, 1994, 2010); transmigramos algumas ferramentas teóricas e reflexões críticas desses ramos da pesquisa para empregá-las na composição de uma narrativa historiográfica assentada na investigação dos “arquivos literários” configurados na mídia jornalística. Dentro desse escopo narratológico também fizemos investidas críticas na avaliação de algumas obras publicadas nesse período, bem como, a contestação da história canonizada do suposto Modernismo Paraense. Apresentamos assim uma perspectiva diferente dos eventos que movimentaram o ambiente cultural paraense durantes as primeiras décadas do século XX. Os assuntos explorados aqui comportam a tradição poética e narrativa criada por autores paraenses ou radicados no Estado; apresenta a cultura dos festejos cívicos e o empenho associativo dos intelectuais; além de abordar a circulação das ideias artísticas da Arte Nova (Dadaísmo, Cubismo, Futurismo, etc..) as quais foram criticadas abertamente pela grande maioria de intelectuais (jornalistas, poetas, prosadores...) “Novos” ou “Velhos”. Se os trabalhos historiográficos mais conhecidos dos anos de 1920 afirmam o “triunfo da ideia modernista” no Brasil (GOUVEIA, 2013), esta pesquisa apresentará uma narrativa em que a valorização da tradição poética, da prosa telúrica e do patriotismo histórico foram os conceitos fundamentais que unificaram artistas e intelectuais “locais” e não a propalada história de uma “adesão” ao Modernismo Paulista.
Abstract: This work of literary history focuses on the cultural and literary ambience of the city of Belém, capital of the state of Pará, during the 1920s. Historical and chronological extrapolations that overcoming this decade, both before or after, were necessary to emphasize some positions esthetic and affirmations made according to the Modernism Canon instituted. Starting from a narratological approach (SCHMID, 2010; DOLEZEL, 2010), assisted by notions of the Aesthetic of Reception (JAUSS, 1994, 2010); some theoretical tools and critical reflections were transmigrated from these branches of research to employ them in the composition of a historiographic narrative based on the “literary archives” configured in the journalistic media. In this narratological scope were made some critical assumptions in the evaluation of some literary works published in this period, as well as the contestation of the canonized history about the supposed Modernism of Pará. In these terms we present a different perspective on the events that moved the cultural ambience of Pará during the first decades of the twentieth century. The subjects explored here bear the poetic and narrative tradition created by authors from Pará or settled in the State; presents the culture of civic celebrations and the associative commitment of the intellectuals; (Dadaism, Cubism, Futurism…); which were openly criticized by the great majority of intellectuals (journalists, poets, story teller…) “News” or “Elders”. If the most known historiographical works about the 1920s affirm the “triumph of the modernist idea” in Brazil (GOUVEIA, 2013), this research will demonstrate a narrative in which the appreciation of the poetic tradition, telluric writings and historical patriotism were the concepts fundamental that unified artist and “local” intellectuals and not the propounded history of an “adhesion” to Paulista Modernism.
Keywords: Historiografia
Narratologia
Literatura brasileira-Pará-História
Arte moderna-Pará
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: ESTUDOS LITERÁRIOS
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: LITERATURA: INTERPRETAÇÃO, CIRCULAÇÃO E RECEPÇÃO
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::TEORIA LITERARIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Letras (Doutorado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_FuturososFuturistasHistoria.pdf6,2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons