Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/11468
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 24-Jun-2014
metadata.dc.creator: REZENDE, Diogo Pena
metadata.dc.description.affiliation: UFPA - Universidade Federal do Pará
metadata.dc.contributor.advisor1: CRUZ, João Carlos Ribeiro
Title: Conversão tempo-profundidade de seções sísmicas empilhadas por raio imagem e raio normal
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: REZENDE, Diogo Pena. Conversão tempo-profundidade de seções sísmicas empilhadas por raio imagem e raio normal. Orientador: João Carlos Ribeiro Cruz. 2014. 87 f. Dissertação (Mestrado em Geofísica) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11468. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: A conversão de seções sísmicas tempo em profundidade vem sendo cada vez mais realizada na indústria do petróleo pelo método do traçado de raio imagem. Este método converte do tempo para a profundidade, ponto a ponto, as amplitudes da seção sísmica migrada no tempo. Para cada ponto da seção migrada é traçado um raio, perpendicular a superfície. Ao fim deste, a amplitude do ponto da seção migrada é colocada em profundidade. O método de migração sísmica pré ou pós-empilhamento consiste em colocar os eventos sísmicos nas posições mais próximas das reais em seções em tempo ou em profundidade. Seções sísmicas em profundidade fornecem uma imagem aproximada da subsuperficie, de modo a facilitar a identificação de possíveis estruturas geológicas acumuladoras de petróleo. A conversão de seções do domínio do tempo para o domínio da profundidade é considerada uma etapa intermediária do processo de construção de imagens sísmicas em profundidade. Neste trabalho é desenvolvido e testado o método de conversão tempo para profundidade de seções sísmicas afastamento-nulo. A construção de seções em profundidade é feita pelo traçado do raio normal. Este método utiliza como dado de entrada seções afastamento-nulo no domínio (tempo de interseção versus vagarosidade). Cada ponto neste domínio fornece as condições iniciais para o traçamento do raio normal: a posição inicial de partida dos raios e os ângulos iniciais formados com a normal à superfície, ou seja, os parâmetros de vagarosidades iniciais. Diferente do método do raio imagem, vários raios são traçados para um mesmo tempo de trânsito e uma mesma posição inicial, definindo uma curva isócrona. A amplitude de cada ponto da seção afastamento-nulo é convertida para a profundidade a partir da distribuição destas ao longo de cada isócrona em profundidade. A conversão por raio imagem tem boa recuperação da profundidade dos refletores com curvatura suave além de baixo custo computacional, pois apenas um raio é traçado para cada ponto da seção em tempo. Porém a continuidade dos refletores pode ser prejudicada no caso de refletoras com curvaturas acentuadas. Por sua vez, a conversão por raios normais recupera a profundidade e continuidade dos refletores de modo satisfatório, já que um mesmo ponto em tempo é convertido varias vezes em profundidade. Entretanto, possui um custo computacional mais alto, pois vários raios devem ser traçados para um mesmo ponto em tempo além de converter os artefatos inerentes do Slant Stack.
Abstract: In general, the oil industry makes the time-to-depth conversion of seismic data by the image ray tracing method. This method takes time into the depth, point to point, the amplitudes of the time migrated seismic section. For each point of the migrated time section, it is necessary to trace a ray perpendicular to the surface. After this, the amplitude of the migrated point of the section takes place in depth. The seismic migration method pre- or post-stack consists of placing seismic events in the correct positions in time or depth sections. Seismic depth sections provide an image near of the subsurface, in order to facilitate the identification of possible oil accumulating geological structures. The conversion of sections from the time to the depth domain is an intermediate step in the construction of seismic images in depth. This work developed and tested a method of converting time to depth the zero-offset seismic sections. In this case, the construction of sections in depth uses normal ray tracing method. The proposed method makes use of the (slowness versus time of intersection) transformation on the zero-offset section. Each point in the domain provides initial conditions for the normal ray tracing: a start position of the initial rays and initial angles formed with the normal to the surface, i.e., the slowness initial parameter. Unlike ray image method, several rays use the same travel time and the same initial position, defining an isochronous curve. The amplitude of each point in the zero-offset section takes place to depth from the distribution of values along each isochronous curve in depth. The image ray based time-to-depth conversion has good recovery of the depths of reflectors as well as low computational cost, since it is necessary only one ray to convert each point of the section in time. However, the reflector continuity may be damaged in case of sharpened curvature. In turn, by normal ray the time-to-depth conversion correctly approximate the depth of the reflectors, since the same point in time assigns several times in depth. However, it has a higher computational cost, because it is necessary many rays to convert one point in time.
Keywords: Prospecção sísmica
Método de reflexão sísmica
Conversão tempo-profundidade
Migração
Raio imagem
Raio normal
Migration
Time-depth conversion
Image ray
Normal ray
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: MÉTODOS SÍSMICOS
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: TÉCNICAS DE IMAGEAMENTO SÍSMICO
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ConversaoTempoProfundidade.pdf4,26 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons