Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11609
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 25-Feb-2019
metadata.dc.creator: TRINDADE, Marileia Pereira
metadata.dc.description.affiliation: UFPA - Universidade Federal do Pará
metadata.dc.contributor.advisor1: NASCIMENTO, Ivany Pinto
Title: Representações sociais sobre crianças e infâncias em teses e dissertações da Amazônia
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: TRINDADE, Marileia Pereira. Representações sociais sobre crianças e infâncias em teses e dissertações da Amazônia. Orientadora: Ivany Pinto Nascimento. 2019. 201 f. Tese ( Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/11609. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo aborda as representações sociais sobre crianças e infâncias presentes em teses e dissertações da Amazônia. O objetivo principal desta investigação consiste em: apreender as representações sociais sobre crianças e infâncias em teses e dissertações de programas de pósgraduação em educação da Amazônia, que desenvolveram pesquisas com crianças. O campo teórico desta tese tomou como suporte o seguinte tripé: representações sociais, crianças e infâncias e pesquisas com crianças. O primeiro campo teórico se apoia em autores como: Moscovici (2003), Nascimento (2014), Jovchelovitch (2014) e Marková (2017). O segundo campo teórico toma como base principalmente: Bujes (2000, 2002); Quinteiro (2002); Faria, Demartini e Prado (2009); Corsaro (2011); Del Priore (2010); Ariès (2014); Qvortrup (2014, 2015) e Sarmento (2005, 2013, 2015). O terceiro campo teórico se sustenta especialmente em: Soares; Sarmento; Tomás (2005); Mullër; Redin (2007); Müller; Carvalho (2009); Carvalho; Müller (2010); Lee (2010); Agostinho (2010); Filho; Barbosa (2010) e Fernandes (2016). Trata-se de um estudo de tipo bibliográfico, com abordagem qualitativa. Constitui o corpus de análise 2 teses e 20 dissertações cadastradas no Banco de Teses e Dissertações da Capes. Para a análise de dados, utilizou-se técnicas da análise de conteúdo proposta por Bardin (1977), que envolveram as etapas de pré-análise, exploração do material e tratamento dos resultados, inferência e interpretação. Nesse processo de análise identificamos sentidos sobre crianças e infâncias, a partir dos quais apreendemos objetivações e ancoragens que compõem as representações sociais sobre crianças e infâncias presentes nas produções analisadas. Os resultados revelaram sentidos sobre crianças e infâncias, elencados da seguinte forma: 1) sentidos sobre infância: infância como construção histórica, social e cultural; infância como categoria social do tipo geracional; infância como um tempo de vida individual; 2) sentidos sobre criança: criança como ator social; criança como sujeito de direito; brincadeira e imaginário como elementos essenciais para as crianças; 3) sentidos sobre crianças da Amazônia: as crianças da Amazônia estão imersas em atividades cotidianas; o ambiente natural é elemento marcante no cotidiano das crianças; a vida das crianças é permeada por aspectos universais e singulares. Com base nesses sentidos, apreendemos as seguintes objetivações e ancoragens sobre crianças e infâncias: a infância tem imagem de estrutura social permanente, ancorada no sentido de categoria social do tipo geracional, a imagem individual, ancorada no significado de tempo de vida individual vivido pelo sujeito e a imagem de diversidade, ancorada nas mudanças pelas quais perpassam as infâncias tanto na perspectiva estrutural como individual; as crianças são caracterizadas pela imagem de ator social, ancorada na agência delas sobre o mundo e a imagem de sujeitos plurais, que denota que as crianças vivem de forma específica a infância, convivem em uma multiplicidade de contextos sociais e apreendem os mais diversos elementos sociais decorrentes de seus contextos de vida e de outros contextos com os quais estabelecem relações. Frente a essas imagens sobre crianças e infâncias, sustenta-se a tese de que os autores das produções analisadas, ao desenvolverem pesquisa com crianças, têm representações sociais sobre crianças e infâncias sustentadas na valorização social das mesmas. Reconhecem o protagonismo das crianças e a notoriedade das infâncias no mundo social.
Abstract: This study deals with the social representations about children and childhood present in theses and dissertations of the Amazon. The main objective of this research is to: apprehend the social representations about children and childhood in theses and dissertations of graduate programs in education in the Amazon that have developed research with children. The theoretical field of this thesis was supported by the following tripod: social representations, children and childhood and research with children. The first theoretical field relies on such authors as: Moscovici (2003), Birth (2014), Jovchelovitch (2014) and Marková (2017). The second theoretical field is mainly based on: Bujes (2000, 2002); Quinteiro (2002); Faria, Demartini and Prado (2009); Corsaro (2011); Del Priore (2010); Ariès (2014); Qvortrup (2014, 2015) and Sarmento (2005, 2013, 2015). The third theoretical field is based on: Soares; Sarmento; Tomás (2005); Mullër; Redin (2007); Müller; Carvalho (2009); Oak; Müller (2010); Lee (2010); Agostinho (2010); Son; Barbosa (2010) and Fernandes (2016). This is a bibliographical study with a qualitative approach. It constitutes the corpus of analysis 2 theses and 20 dissertations registered in the Bank of Thesis and Dissertations of Capes. For the data analysis, we used the techniques of content analysis proposed by Bardin (1977), which involved the steps of pre-analysis, material exploration and treatment of results, inference and interpretation. In this process of analysis we identify meanings about children and childhoods, from which we perceive objections and anchorages that make up the social representations about children and childhoods present in the analyzed productions. The results revealed meanings about children and childhood, listed as follows: 1) senses about childhood: childhood as historical, social and cultural construction; childhood as a social category of the generational type; childhood as an individual life time; 2) senses about child: child as social actor; child as subject of law; play and imaginary as essential elements for children; 3) senses about the children of the Amazon: the children of the Amazon are immersed in daily activities; the natural environment is an important element in the daily life of children; the life of children is permeated by universal and unique aspects. Based on these meanings, we have grasped the following objections and anchorages about children and childhood: childhood has an image of a permanent social structure, anchored in the sense of a social category of the generational type, the individual image, anchored in the meaning of individual life time lived by the subject and the image of diversity, anchored in the changes through which childhood permeates both from a structural and individual perspective; children are characterized by the image of a social actor, anchored in their agency about the world and the image of plural subjects, which denotes that children live in a specific childhood, coexist in a multiplicity of social contexts and seize the most diverse social elements arising from their life contexts and other contexts with which they establish relationships. Faced with these images about children and childhood, the thesis is that the authors of the analyzed productions, when developing research with children, have social representations about children and childhoods sustained in the social valorization of them. They recognize the protagonism of children and the notoriety of childhood in the social world.
metadata.dc.description.resumen: Este estudio aborda las representaciones sociales sobre niños e infancias presentes en tesis y disertaciones de la Amazonía. El objetivo principal de esta investigación consiste en: aprehender las representaciones sociales sobre niños e infancias en tesis y disertaciones de programas de postgrado en educación de la Amazonía, que desarrollaron investigaciones con niños. El campo teórico de esta tesis tomó como soporte el siguiente trípode: representaciones sociales, niños e infancias e investigaciones con niños. El primer campo teórico se apoya en autores como: Moscovici (2003), Nacimiento (2014), Jovchelovich (2014) y Marková (2017). El segundo campo teórico toma como base principalmente: Bujes (2000, 2002); Quinteiro (2002); Faria, Demartini y Prado (2009); Corsaro (2011); Del Priore (2010); Ariès (2014); Qvortrup (2014, 2015) y Sarmento (2005, 2013, 2015). El tercer campo teórico se sostiene especialmente en: Soares; Sarmento; Tomás (2005); Muller; Redin (2007); Müller; Carvalho (2009); Carvalho; Müller (2010); Lee (2010); Agustín (2010); hijo; Barbosa (2010) y Fernandes (2016). Se trata de un estudio de tipo bibliográfico, con abordaje cualitativo. Constituye el corpus de análisis 2 tesis y 20 disertaciones catastradas en el Banco de Tesis y Disertaciones de la Capes. Para el análisis de datos, se utilizaron técnicas del análisis de contenido propuesto por Bardin (1977), que involucraron las etapas de pre-análisis, explotación del material y tratamiento de los resultados, inferencia e interpretación. En este proceso de análisis identificamos sentidos sobre niños e infancias, a partir de los cuales aprehendemos objetivas y anclajes que componen las representaciones sociales sobre niños e infancias presentes en las producciones analizadas. Los resultados revelaron sentidos sobre niños e infancias, enumerados de la siguiente manera: 1) sentidos sobre infancia: infancia como construcción histórica, social y cultural; la infancia como categoría social del tipo generacional; la infancia como un tiempo de vida individual; 2) sentidos sobre niño: niño como actor social; niño como sujeto de derecho; el juego e imaginario como elementos esenciales para los niños; 3) sentidos sobre niños de la Amazonía: los niños de la Amazonia están inmersos en actividades cotidianas; el ambiente natural es un elemento notable en el cotidiano de los niños; la vida de los niños está impregnada por aspectos universales y singulares. Con base en estos sentidos, aprehendemos las siguientes objetivaciones y anclajes sobre niños e infancias: la infancia tiene imagen de estructura social permanente, anclada en el sentido de categoría social del tipo generacional, la imagen individual, anclada en el significado de tiempo de vida individual vivido por el sujeto y la imagen de diversidad, anclada en los cambios por los que atraviesan las infancias tanto en la perspectiva estructural como individual; los niños son caracterizados por la imagen de actor social, anclada en su agencia sobre el mundo y la imagen de sujetos plurales, que denota que los niños viven de forma específica a la infancia, conviven en una multiplicidad de contextos sociales y aprehenden los más diversos elementos sociales que se derivan de sus contextos de vida y de otros contextos con los que establecen relaciones. Frente a esas imágenes sobre niños e infancias, se sustenta la tesis de que los autores de las producciones analizadas, al desarrollar investigación con niños, tienen representaciones sociales sobre niños e infancias sostenidas en la valorización social de las mismas. Reconocen el protagonismo de los niños y la notoriedad de las infancias en el mundo social.
Keywords: Representações sociais
Pesquisa - Crianças
Infância - Amazônia
Teses e Dissertações
metadata.dc.subject.areadeconcentracao: EDUCAÇÃO
metadata.dc.subject.linhadepesquisa: EDUCAÇÃO, CULTURA E SOCIEDADE
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::SOCIOLOGIA DA EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Teses em Educação (Doutorado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_RepresentacoesSociaisCriancas.pdf2,12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons