Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/2675
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 20-May-2010
metadata.dc.creator: SOUSA, Magali Rocha de
metadata.dc.description.affiliation: SEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educação
metadata.dc.contributor.advisor1: LUCENA, Isabel Cristina Rodrigues de
Title: A cultura ribeirinha entre o saber local e o saber global numa visão etnomatemática
metadata.dc.description.sponsorship: SEDUC/PA - Secretaria de Estado de Educação
Citation: SOUSA, Magali Rocha de. A cultura ribeirinha entre o saber local e o saber global numa visão etnomatemática. 2010. 102 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas.
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação é o resultado de uma pesquisa que teve como objetivo analisar como um grupo de ribeirinhos, moradores da ilha João Pilatos (Ananindeua - PA), relaciona os conhecimentos ministrados no curso de formação para empreendedores rurais com os conhecimentos que possui da tradição ribeirinha e, em especial, os conhecimentos matemáticos. A parte empírica dessa pesquisa aconteceu em dois lugares e em momentos diferentes: o primeiro deles ocorreu na ilha João Pilatos, onde foram coletadas informações sobre o histórico das comunidades existentes na ilha, sobre os afazeres do cotidiano e sobre as práticas de pesca, de plantio, de coleta na floresta, de preparação do carvão e sobre a comercialização desses produtos. Nesse momento, os únicos recursos utilizados foram caderno e caneta para anotações e a técnica da escuta e do diálogo. O segundo momento ocorreu no curso de formação para empreendedores rurais ministrado pelo SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). Nesse local, minha participação no grupo estava restrita a escutar e olhar os gestos e expressões faciais de todos os presentes. Em função disso, a observação seguida de anotações foram as técnicas utilizadas durante esse período. Após o curso, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os sujeitos dessa pesquisa com o objetivo de complementar as anotações feitas durante o curso. A Sociologia e a Etnomatemática foram as bases teóricas utilizadas na organização e análise das informações de campo. No campo da sociologia, busquei Antony Giddens, Renato Ortiz e Georges Balandier para analisar o fenômeno da globalização econômica e social sobre a cultura ribeirinha e Berger & Luckmann com a sua teoria "A construção social da realidade" para analisar o cotidiano e a produção de conhecimento na vida cotidiana. No campo da Etnomatemática, utilizei a Etnomatemática numa abordagem D'Ambrosiana e as pesquisas da área. Ao final das análises, no que diz respeito à matemática, percebi que ter domínio sobre os cálculos e fórmulas dessa área do conhecimento não era condição suficiente para que os sujeitos da pesquisa alcançassem o objetivo do curso, uma vez que tanto para os empreendedores quanto para os ribeirinhos a matemática era uma forma de ver e explicar o mundo que tinha significados específicos de cada contexto. A partir desse conflito cultural, é possível indicar que os sujeitos da pesquisa atingiriam o objetivo do curso e estabeleceriam o maior número de relações entre a matemática escolar e os saberes da tradição se a matemática estudada, no curso, fosse ressignificada no contexto ribeirinho. Como consequência da primeira análise, também é possível concluir que, mediante a concepção atualmente existente no ambiente escolar que separa e não apenas distingue os valores culturais, que considera a produção de conhecimentos proveniente apenas de ambientes acadêmicos científicos e que esses tipos de conhecimentos devem ser socializados de forma disciplinar, as possibilidades de um maior número de relações entre os saberes da tradição cultural e da tradição científica têm mais chances de ocorrer em ambientes não escolares.
Abstract: This paper is the outcome of the research that had as aim the analysis of a group of dwellers living by the river in the island of João Pilatos (Ananindeua – PA) showing how they relate the knowledge taught during the clinic on how to form rural entrepreneurs with the know-how they already bring from the traditions of their ancestors, and, especially the math knowledge. The empirical part of this research took place in two different spots and in different moments: the first one was held in the island of João Pilatos where the data about the history of the communities living there were collected, as well as the daily chores and also the fishing activities, the plantation, the exploitation of the forest and the preparing of the charcoal, and the trade of these goods. In this moment, the only resources used were a notebook and a pen to scribble and the hearing technique as well as the dialogue. The second moment happened during the clinic on the formation of rural entrepreneurs promoted by SENAR (National Service of Rural Learning). In this place, my participation in the group was limited to listening and watching the gestures and facial expressions of the participants who were there. Due to this, the observation followed by the notes, were the techniques used during this stage. After the clinic, some semi-structured interviews were held with the subjects of this research with the aim of complementing the notes made during the clinic. The Sociology and the Ethnomathematics were the theoretical basis used in the organization and analysis of the field information. In the field of sociology, I searched Antony Giddens, Renato Ortiz and Georges Balandier to analyze the phenomenom of economic and social globalization over these dwellers’ culture and Berger & Luckmann with his theory “The social construction of the reality” to analyze the livelihood and the production of knowledge. In the field of Ethnomathematics, I used the Ethnomathematics under D’Ambrosio’s approach as well as the research of the area. At the end of the analysis, concerning to the mathematics, I realized that having control over calculations and formulas of this area of knowledge was not the condition enough to enable the subjects reach the target of the clinic, once either the entrepreneurs or the dwellers faced the Mathematics in different aspects when it came to explaining and seeing the world. Through this cultural conflict, it is possible to point out that the subjects of this research would reach the target of the clinic and establish a great amount of relations among academic Mathematics and the knowledge of their traditions if the mathematics studied, during the clinic, were re-meant in the context of the dwellers. As consequence of the first analysis, it is also possible to conclude that, according to the conception currently present in the school environment that not only distinguishes but also separates the cultural values which considers the production of knowledge coming from academic/scientific environment and that these types of knowledge should be socialized in a disciplined way, the possibilities of a greater number of relations between knowledge of the cultural tradition and the scientific tradition have more possibilities to occur in non-academic environment.
Keywords: Ilha João Pilatos - PA
Amazônia brasileira
Etnomatemática (Indigenismo)
Matemática
Empreendimento
Ribeirinhos
Ananindeua - PA
Pará - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::MATEMATICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Educação Matemática e Científica
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Educação em Ciências e Matemáticas (Mestrado) - PPGECM/IEMCI

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CulturaRibeirinhaSaber.pdf1,55 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons