Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/2991
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 17-Jun-2009
metadata.dc.creator: FREITAS, Maria do Socorro Sousa de
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, Maria de Fátima Vilhena da
Title: Representações de meio ambiente por crianças da educação infantil
Citation: FREITAS, Maria do Socorro Sousa de. Representações de meio ambiente por crianças da educação infantil. 2009. 136 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Educação Matemática e Científica, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Ciências e Matemáticas.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo teve por objetivo investigar as representações de crianças da Educação Infantil (EI) sobre o meio ambiente, em interface com a Educação Ambiental, como forma de entender as relações que a criança tem de si com o meio ambiente, tendo como foco principal as idéias e imagens que as crianças fazem do meio ambiente. A pesquisa postula uma abordagem qualitativa com ênfase à metodologia da teoria da representação social de Serge Moscovici (1978), Jodelet et al. (2001), associado ao trabalho de percepção ambiental, balizadas em Del Rio (1996); Tuan (1980, 1983). Para o processo de intervenção foram utilizadas estratégias de percepções, efetivadas através um passeio exploratório e interpretativo do espaço sala de aula, e do jogo das evocações, cujas ilustrações foram inspiradas nas tipologias de ambiente segundo Sauvé et al. (2000) e Sato (2004), evocadas sob a expressão indutora meio ambiente. Todas as atividades foram balizadas pelas expressões orais e pictóricas das crianças, dados esses analisados a partir do conteúdo gráfico e discursivo contidos nas construções sociais de meio ambiente, numa interpretação infantil. Os sujeitos da pesquisa foram 20 crianças de 6 anos de idade, alunos da educação infantil de uma escola pública, situada no bairro Montese, na cidade de Belém (PA). Nas análises dos dados tornou-se evidente o valor topofílico em relação aos ambientes, em especial, os do convívio escolar e familiar das crianças, expressos pela afetividade, elemento fundamental de formação da identidade pessoal e de inter-relações com o meio ambiente. De acordo com as evocações, os resultados mostraram que as crianças concebem o meio ambiente como problema na 1ª evocação, como biosfera na 2ª evocação, e por último, como natureza. Na estrutura representacional, o ambiente como problema mostrou ser o Núcleo Central das representações sociais que, confirmados pelos desenhos e falas infantis, indicam o poder de veiculação da mídia em torno de suas concepções, estes ancorados na necessidade de preservar (intervenção) o meio ambiente para garantir a vida no planeta.
Abstract: This study had as a goal to investigate the representations of children in the child education (EI) about the environment together with the environmental education, as a way to understand the relations that the child has about him/herself in the environment having as a main goal the ideas and images that they make about the environment. The research shows a qualitative approach with emphasis on the methodology of social representative theory of Serge Moscovici (1978); Jodelet et al, 2001) associated with the work of environmental perception, based on Del-Rio (1996); Tuan (1980, 1983) To the intervention process, it was used perception strategie, done in a exploratory ride and interpretative of the space in the classroom, and the “Jogo das Evocações”, whose illustrations were inspired in ambient typologies according to Sauvé et al. (2000) and Sato (2004) called as the inductive word environment. All activities were based by the oral expressions and pictorial of the children, and the data were analyzed by a graphical content and speeches contained in the social constructions of environment, in a child interpretation. The subjects of this research were 20 children of six years old, students of infant education of a public school in the Montese district in the city of Belém (PA). In this analysis of data, it became evident the geographical value in the ambient relationships, specially the ones of the scholar and familiar association of the children, expressed by the affectivity, fundamental element in the formation of personal identity and of the inter relations with the environment. According to the callings, the results showed that the children conceived the environment as a first calling problem, as biosphere as a second one and at last the nature. In the representational structure ass the environment as a problem it showed to b the Central Nucleus of social representations, that confirmed by the drawings and child talks, indicate the power of the spread of the media around its conceptions, these based in the necessity of preserving the environment, to guarantee the life of the planet.
Keywords: Educação infantil
Crianças
Representações sociais
Educação ambiental
Afetividade
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::TOPICOS ESPECIFICOS DE EDUCACAO::EDUCACAO PRE-ESCOLAR
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Educação Matemática e Científica
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemáticas
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Educação em Ciências e Matemáticas (Mestrado) - PPGECM/IEMCI

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_RepresentacoesMeioAmbiente.pdf2,73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons