Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4505
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 1-Jul-2013
metadata.dc.creator: NASCIMENTO, Marcos Vinicius Lebrego
metadata.dc.contributor.advisor1: BASTOS, Gilmara de Nazareth Tavares
Title: Physalis angulata estimula proliferação de células-tronco neurais do giro denteado hipocampal de camundongos adultos
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: NASCIMENTO, Marcos Vinicius Lebrego. Physalis angulata estimula proliferação de células-tronco neurais do giro denteado hipocampal de camundongos adultos. 2013. 69 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: A zona subgranular (ZSG) do giro denteado (GD) de mamíferos adultos é conhecida por produzir constantemente novos neurônios. A busca por novas moléculas que possam modular a formação de novas células neurais são bastante atuais. Visto que a Amazônia é conhecida mundialmente pela sua biodiversidade, com um potencial pouco explorado de fármacos naturais derivados de plantas medicinais típicas da região. O trabalho buscou investigar o efeito neurogênico do extrato aquoso (EA) da Physalis angulata e da substância purificada Fisalina D sobre as células-tronco do GD do hipocampo de camundongos adultos. Os camundongos machos (BALB/c), 6 a 8 semanas de idade foram divididos em quatro grupos experimentais: controle e tratados com EA ou substância purificada. Os animais receberam diferentes doses do extrato (0,1; 1 e 5 mg/Kg) e/ou substância purificada (5mg/Kg) ou salina (grupo controle), 5 horas depois uma única dose de 5-Bromodeoxiuridina (BrdU) [50mg/kg]. Em seguida, os animais foram sacrificados 24 horas ou 7 dias após a administração do BrdU. Os cérebros foram coletados e cortes coronais do hipocampo (40 μm) foram realizados para contagem das células BrdU-positivas no GD hipocampal. Para avaliação estatística realizamos análise de variância (ANOVA) das médias amostrais seguida pelo pós-teste t de Student. O EA promoveu um aumento significativo do número de células BrdU positivas no GD dos grupos tratados em relação ao grupo controle [Controle, 92±24 (n=9); 0,1mg/Kg, 160±22 (n=4); 1mg/Kg, 310±5 (n=4); 5mg/Kg, 501±24 (n=3)] nos animais sacrificados 24 horas após administração do BrdU. Quando os animais foram sacrificados 7 dias após administração do BrdU, o número de células BrdU+ no GD também foi maior no grupo tratado em relação ao controle [Controle, 107±7 (n=4); 5mg/Kg, 145±23 (n=4)]. Usando a substância purificada, Fisalina D, também observamos um aumento do número de células BrdU+ no GD do grupo tratado com a droga em relação ao grupo controle [Controle, 92±24 (n=9); Fisalina D, 5mg/Kg, 316±37 (n=3)]. Este resultado sugere que o EA e a sustância purificada, na dose de 5 mg/Kg, estimulam a proliferação de células BrdU-positivas na ZSG do GD do hipocampo de camundongos adultos.
Abstract: Aim: Newborn neurons emerge from neural stem cells (NSCs) from niches in the mammalian adult brain. These cells are incorporated into functional circuits and may be important to acquisition and retention of memory. Therefore, the search for new compounds that enhance proliferation and differentiation of neural stem cells in the hippocampus represent a significant scientific challenge with great promise. Methods and results: We have used aqueous extract from of the Physalis angulata on the neurogenesis in the subgranular zone of hipocampal dentate gyrus of adult mice using 5`-bromo-2`-deoxyuridine (BrdU)-pulse chase method. Increased doses (0.1; 1; 5mg/Kg) of Physalis angulata were given to adult male BALB/c mice with 6 to 8-weeks-old; or 0.9% NaCl (control). Mice were sacrificed at 24 hours or 7 days after the BrdU administration, and hippocampal slices were processed for immunohistochemistry. We found that Physalis angulata did not modify the mice behavior at any dose used, but increased the number of BrdU-positive cells in the subgranule zone of hipocampal dentate gyrus 24 hours or 7 days after injection. Physalis angulata not showed BrdU-positive cells out subgranule cell layer (ectopic neurogenesis). All procedures involving animal care and experimentation were performed in accordance with the guidelines of the Ethical Committee for Research with Experimental Animals of the Universidade Federal do Pára (BIO058-12). Conclusion: These results suggest that SM2 could be stimulating the proliferation of neural stem cells in hipocampal dentate gyrus, and also sustain the hipocampal network because increases the BrdU-positive cells in differentiation process in the sub granular zone of hippocampus of adult mice.
Keywords: Neurogênese
Hipocampo (Cérebro)
Proliferação
Células-tronco adultas
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FARMACOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PhysalisAngulataEstimula.pdf1,4 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons