Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/4802
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 6-Nov-2009
Authors: SILVA, Ivana de Oliveira Gomes e
First Advisor: MAUÉS, Raymundo Heraldo
Title: De Awaete a Asurini: histórias do contato (1971-1991)
Citation: SILVA, Ivana de Oliveira Gomes e. De Awaete a Asurini: histórias do contato (1971-1991). 2009. 127 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais.
Resumo: As histórias do contato entre os povos indígenas e a sociedade nacional revelam as práticas totalitárias em curso desde o século XVI no Brasil. O contato interétnico empreendido pelo Estado brasileiro em direção ao povo Awaete/Asurini do Xingu se deu em um contexto que priorizava a ocupação e a exploração econômica da região do Médio Xingu por meio de grandes projetos, arquitetados durante o período da ditadura militar no país. O contato representava uma forma de controlar os povos indígenas por meio das ações do Estado. As histórias do contato são analisadas a partir do referencial teórico da Antropologia Estrutural e da Análise do Discurso e revela a persistência do colonialismo entre os anos de 1971 e 1991, após o advento da Constituição cidadã de 1988, que formalmente reconhece os direitos e a autonomia dos povos indígenas no Brasil. As práticas de etnocentrismo como negação radical da alteridade permanecem na atualidade, inclusive no interior dos discursos de multiculturalismo.
Abstract: The history of contact between indigenous people and national society shows the totalitarian practices undertaken since the sixteenth century in Brazil. The interethnic contact undertaken by the Brazilian State toward the people Awaete/Asurini do Xingu was made in a context that prioritized the occupation and economic exploitation of the region of the Middle Xingu through major projects, during the period of military dictatorship in the country. The contact was a way to control indigenous peoples through the actions of the state. The stories of contact are analyzed from the theoretical reference of Structural Anthropology and Analysis of Speech and reveal the persistence of colonialism between the years 1971 and 1991, after the advent of the Citizen Constitution (1988), which formally recognizes the rights and autonomy of indigenous people in Brazil. The practice of ethnocentrism as a radical negation of alterity remains until the present, even within the discourse of multiculturalism.
Keywords: Altamira - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
Etnocentrismo
Índios da América do Sul
Asurini do Xingu
Índio
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ANTROPOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Sociais (Mestrado) - PPGCS/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AwaeteAsuriniHistorias.pdf1,65 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons