Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5390
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorDINIZ, Virgínia Lúcia Guerreiro-
dc.date.accessioned2014-08-01T12:59:47Z-
dc.date.available2014-08-01T12:59:47Z-
dc.date.issued2013-09-30-
dc.identifier.citationDINIZ, Virgínia Lúcia Guerreiro. A pintura de quadratura landiana em Belém do Pará. 2013. 82 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Tecnologia, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5390-
dc.description.abstractIn the second half of the eighteenth century, the city of Belém went through a great economic expansion, which reflected positively in its architecture, with the erection of impressive religious temples in the current historical center, such as São João Batista Church. This work examined the quadrature painting performed by the architect Antonio Landi in São João Batista Church’s interior, in Belém, to identify the paint used in that rare painting, based on the artist’s claim that he used the pigment extracted from Arrabidaea chica (H & B) Verlot, popularly known as carajiru, and the changing process this pigment went through. Therefore, it was possible to get important data for its preservation and restoration. The study was divided into three stages: first, there was a historical research focused on literary works about paints, pigments and dyes used in religious architecture during the Amazonian colonial period; on the influence of the religious orders on the decoration of the temples; on Landi’s educational background and his works in Belém; and on the technique called quadrature painting. During this stage, the damage in the painting was mapped out and the color patterns were assessed through colorimetry, and the temperature of the painted walls was measured with an infrared camera. The second stage consisted of a laboratory analysis of the paint used by Landi and the pigment extracted from carajiru through optical microscopy, scanning electron microscopy, X-ray diffractometer and infrared spectrometer. The data surveyed allowed the identification and comparison of the materials used in quadrature painting. Finally an experiment with the paint produced from the pigment extracted from carajiru. The historical research contributed to the comprehension of the properties of the paint, pigments and dyes. The interdisciplinary study enabled the conduct of technological procedures, and allowed the development of diagnoses that are helpful to establish preventive conservation measures and proposals for future restoration interventions.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectArquitetura religiosapt_BR
dc.subjectLandi, Antonio José, 1713-1791pt_BR
dc.subjectPintura (Arte)pt_BR
dc.subjectPintura de quadraturapt_BR
dc.subjectPigmentopt_BR
dc.subjectCarajirupt_BR
dc.subjectConservação do patrimôniopt_BR
dc.subjectIgreja de São João Batista (Belém - PA)pt_BR
dc.titleA pintura de quadratura landiana em Belém do Parápt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Tecnologia-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ARQUITETURA E URBANISMO::FUNDAMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO::HISTORIA DA ARQUITETURA E URBANISMO-
dc.contributor.advisor1SANJAD, Thais Alessandra Bastos Caminha-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8950586647715771-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0385695345376422-
dc.description.resumoNa segunda metade do século XVIII, Belém viveu um momento de grande expansão econômica, o que se refletiu positivamente na arquitetura, quando foram construídos imponentes templos religiosos no atual centro histórico, dentre os quais a igreja de São João Batista. Esta pesquisa analisou tecnologicamente a pintura de quadratura realizada pelo arquiteto Antonio Landi no interior da igreja de São João Batista, em Belém do Pará, para identificar a tinta utilizada na rara pintura do século XVIII, uma vez que o quadraturista disse ter utilizado em seus trabalhos o pigmento extraído da Arrabidaea chica (H & B) Verlot, popularmente conhecida como carajiru; os processos de alteração sofridos por ela e, assim, obter subsídios para a sua conservação e restauração. O estudo foi realizado em etapas: na primeira, foi feita uma pesquisa histórica envolvendo a literatura sobre as tintas, pigmentos e corantes do período colonial amazônico, utilizados na arquitetura religiosa; sobre a contribuição das ordens religiosas na decoração dos templos; sobre a formação e as atividades de Landi em Belém, e sobre a técnica de pintura denominada de quadratura. Na mesma etapa foi realizado um mapeamento dos danos na pintura e medidos o padrão de cores, por colorimetria, e a temperatura da parede pintada, com câmera de infravermelho. A etapa seguinte foi a investigação laboratorial, que consistiu em analisar a tinta usada por Landi na pintura e o pigmento extraído do carajiru, em microscópio ótico, em microscópio eletrônico de varredura, em difratômetro de raios-X e em espectrômetro de infravermelho. Os resultados possibilitaram a identificação e comparação dos materiais utilizados na pintura de quadratura. E por último, realizou-se um ensaio com a tinta produzida a partir do pigmento extraído do carajiru. A pesquisa histórica contribuiu para o entendimento das tintas, pigmentos e corantes e técnicas de pintura e a interdisciplinaridade facilitou a condução dos procedimentos tecnológicos, permitindo a elaboração de diagnósticos que servem para estabelecer medidas de conservação preventiva e propostas de futuras intervenções de restauro.-
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo-
Appears in Collections:Dissertações em Arquitetura e Urbanismo (Mestrado) - PPGAU/ITEC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PinturaQuadraturaLandiana.pdf4,67 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons