Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5665
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 26-Mar-2013
Authors: VALENTE, Leandro da Silva Sadala
First Advisor: COSTA, Jessé Carvalho
Title: Avaliação de algoritmos para conversão de modelos de velocidade de tempo para profundidade
Citation: VALENTE, Leandro da Silva Sadala. Avaliação de algoritmos para conversão de modelos de velocidade de tempo para profundidade. 2013. 46 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Geociências, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Geofísica.
Resumo: Ainda hoje, a migração em tempo é o processo de imageamento substancialmente empregado na indústria do petróleo. Tal popularidade é devida ao seu alto grau de eficiência e robustez, além de sua habilidade em focalizar refletores nos mais variados ambientes geológicos. Entretanto, em áreas de alta complexidade geológica a migração em tempo falha de tal forma que a migração em profundidade e um campo de velocidade em profundidade são indispensáveis. Esse campo é geralmente obtido através de processos tomográficos partindo de um campo de velocidade inicial. A conversão de campos de velocidade de tempo para profundidade é uma forma rápida de se obter um campo inicial mais consistente geologicamente para tais processos. Alguns algoritmos de conversão tempo-profundidade recentemente desenvolvidos baseados no traçamento de raios-imagem são revistos e um algoritmo alternativo baseado na propagação da frente de onda-imagem é proposto. Os algoritmos são aplicados a dados sintéticos bidimensionais e avaliados de acordo com suas eficiência e acurácia, destacando suas vantagens, desvantagens e limitações na obtenção de campos de velocidade em profundidade.
Abstract: Even today, time migration is the imaging process substantially employed in the oil industry. Such popularity is due to its high degree of efficiency and robustness, and its ability to focus reflectors in various geological environments. However, in areas of high geological complexity, time migration fails so that depth migration and a depth velocity field are indispensable. This field is usually obtained through tomographic iterative processes starting from an initial velocity field. The conversion of velocity fields from time to depth is a quick way of obtaining a geologically more consistent initial velocity field for such processes. Some algorithms for time-to-depth conversion based on newly developed image-ray tracing are reviewed and an alternative algorithm based on propagation of the image-wavefront is proposed. The algorithms are applied to two-dimensional synthetic data and evaluated according to their efficiency and accuracy, highlighting their advantages, disadvantages and limitations in obtaining depth velocity fields.
Keywords: Prospecção - Métodos geofísicos
Prospecção sísmica
Sistemas de imageamento em sismologia
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::GEOFISICA APLICADA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Geociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AvaliacaoAlgoritmosConversao.pdf3.17 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons