Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6276
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 24-Feb-2014
metadata.dc.creator: RODRIGUES, Sônia Eli Cabral
metadata.dc.contributor.advisor1: NASCIMENTO, Ivany Pinto
Title: A dimensão afetiva nas representações sociais de docentes da pós-graduação em educação
Citation: RODRIGUES, Sônia Eli Cabral. A dimensão afetiva nas representações sociais de docentes da pós-graduação em educação. 2014. 161 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Educação.
metadata.dc.description.resumo: Este estudo trata da dimensão afetiva nas representações sociais de docentes da pós-graduação em educação, especificamente de docentes dos Programas de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará e da Universidade do Estado do Pará. O objetivo desta investigação consistiu em analisar os processos constitutivos das representações sociais dos docentes dos PPGEDs sobre a afetividade, de modo a elucidar as implicações no trabalho que desenvolvem. É um estudo com foco nos processos psicossociais, nas formas de saber, conhecer e sentir advindas das construções e aquisições compartilhadas entre docentes, a partir das interações com o outro no seu contexto de trabalho. Como referencial teórico, adotamos a Teoria das Representações Sociais de Serge Moscovici (1978) referenciada na abordagem processual elaborada por Jodelet (2001) e colaboradores. Sobre a afetividade nos embasamos nos pressupostos de Freud e Wallon, estes concebem a afetividade como uma dimensão imprescindível no desenvolvimento humano, que se constitui a partir dos afetos e das relações afetivas, sujeitas a ambivalência dos sentimentos. Afetamos e somos afetados pelo amor, ódio, inveja, alegria, prazer, solidão, medo, fraternidade. É uma pesquisa qualitativa e quantitativa que buscou a compreensão dos sentidos e significados atribuídos pelos docentes pesquisados. Os instrumentos de coleta das informações foram: um formulário online e a entrevista de aprofundamento. A caracterização dos docentes participantes dos PPGEDs e as questões relacionadas à afetividade e o trabalho docente foram analisados por meio do software SPSS e, as informações das entrevistas foram submetidas à análise de conteúdo de acordo com Bardin (1977), Franco (2003) e Nascimento (2002). A partir das análises temáticas das falas dos docentes constatamos a existência de três dimensões que organizam as RS do grupo pesquisado, a saber: cognitiva, ético-política e relacional e, afetiva. Essas dimensões estruturam duas tendências centrais de objetivações e de ancoragens das representações dos docentes dos PPGED da UFPA e UEPA sobre a afetividade. A primeira indica uma forte tendência de ressignificação das representações sociais dos docentes sobre afetividade. Estas revelam imagens e sentidos assentados na partilha, no diálogo, no respeito dos docentes entre si. A segunda tendência indica que as representações sociais dos docentes estão ancoradas na racionalização dos processos psicossociais sobre a afetividade, ou seja, no universo reificado. Nesta tendência, prevalece o interesse dos subgrupos a partir das suas opiniões, crenças e ideologias. Estas duas tendências implicam em distintas relações afetivas no trabalho que realizam na pós-graduação em educação. Constatamos que a dinâmica que envolve a dimensão afetiva nas relações entre docentes nos programas de pós-graduação em educação contribui para a manutenção e/ou renovação das representações sociais partilhadas e comunicadas nestes contextos acadêmicos.
Abstract: This study addresses the affective dimension in the social representations of teachers of postgraduate education, specifically the teaching of the Graduate Programs in Education at the Federal University of Pará and the University of the State of Pará The objective of this investigation was to examine the constitutive processes of social representations of teachers on PPGEDs of affection, to elucidate the implications in their work. It is a study focused on psychosocial processes, ways of knowing, know and feel the resulting constructions and shared among teachers acquisitions, from interactions with others in their work context. The theoretical approach we have adopted the Theory of Social Representations of Serge Moscovici (1978) referenced in the procedural approach developed by Jodelet (2001) and collaborators. About affectivity in embasamos the assumptions of Freud and Wallon, they conceive affection as an essential dimension of human development, which is from the affections and affective relations, subject to feelings of ambivalence. Affect and are affected by love, hate, envy, joy, pleasure, loneliness, fear, fraternity. It is a qualitative and quantitative research that sought to understand the senses and meanings attributed by the teachers surveyed. The instruments for data collection were: an online application form and interview deepening. The characterization of the participating teachers PPGEDs and issues related to affection and teaching work were analyzed using SPSS software, and the information from the interviews were subjected to content analysis according to Bardin (1977), Franco (2003) and Birth (2002). From the thematic analysis of the speech of the teachers found the existence of three dimensions that organize the RS group studied, namely: cognitive, ethical and political, relational and affective. These two central dimensions structure trends objectivations and anchors the representations of teachers of PPGED UFPA and UEPA on affectivity. The first indicates a strong tendency to reframe the social representations of teachers in affectivity. These images reveal senses and settled on sharing, dialogue, respect for teachers among themselves . The second trend indicates that social representations of teachers are anchored in the rationalization of psychosocial processes on affectivity, ie, the reified universe. In this trend, the subgroups of interest from their opinions, beliefs and ideologies prevails. These two trends imply distinct affective relationships in their work in postgraduate education. We find that the dynamics surrounding the affective dimension in relations between teachers in graduate programs in education contributes to the maintenance and / or renewal of the social representations shared and communicated these academic contexts.
Keywords: Representação social
Professores
Pós-graduação
Afetividade
Programa de Pós-Graduação em Educação
Universidade Federal do Pará
Universidade do Estado do Pará
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Educação (Doutorado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_DimensaoAfetivaRepresentacoes.pdf1,58 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons