Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6495
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 7-Mar-2014
Authors: FLOR, Alessandra Simone Santos de Oliveira
First Advisor: BARBOSA, Wagner Luiz Ramos
Title: Fitoterapia popular do bairro do Sossego distrito de Marudá-Pará
Citation: FLOR, Alessandra Simone Santos de Oliveira. Fitoterapia popular do bairro do Sossego distrito de Marudá-Pará, Pará. 2014. 110 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Meio Ambiente, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Gestão dos Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6495>. Acesso em:.
Resumo: Na Amazônia as plantas medicinais são um dos principais recursos para o tratamento de diversas doenças, dado o contexto cultural, o acesso, confiabilidade e baixo custo em comparação aos medicamentos industriais. Nesse contexto, encontra-se o Distrito de Marudá, no Município de Marapanim, a 160 Km da capital Belém, onde é comum o uso de plantas medicinais para o tratamento de agravos à saúde. O Brasil registra vários levantamentos de espécies vegetais utilizadas na fitoterapia popular de um grupo humano, aplicando-se metodologias etnoorientadas como etnobotânica e etnofarmácia, para inventariar a flora. Este trabalho objetiva investigar a prática da fitoterapia popular pelos moradores do bairro do Sossego, incluindo um grupo de mulheres denominado Erva Vida no Distrito de Marudá - PA, ilustrando a importância das plantas medicinais para este grupo humano em termos culturais, econômicos e ambientais. Para isso realizou-se um levantamento etnofarmacêutico visando identificar as plantas medicinais utilizadas pela população local. Foram entrevistados 18 praticantes da fitoterapia popular (pessoas detentoras de conhecimento sobre as plantas medicinais) que foram indicados pela própria comunidade do bairro do Sossego, seguindo a técnica bola-de-neve ou “Snow Ball”. As mulheres do Grupo Erva Vida, por também serem detentoras de conhecimentos sobre as plantas medicinais também foram entrevistadas. Foram citadas 96 etnoespécies de uso medicinal, segundo as informantes, elas distribuem-se em 44 famílias, destacando-se a Lamiaceae, com 11 etnoespécies (11,70%) e Asteraceae, com 7 etnoespécies (7,44%). O agravo mais citado é a febre, tratada com a planta anador que possui a maior Frequência relativa de alegação de uso (FRAPS), com 100% das indicações, seguida da arruda com 88% para tratar a dor de cabeça. Estas duas plantas apresentam potencial para mais estudos farmacológicos para validar suas alegações de uso popular. O presente trabalho registra o saber popular sobre a fitoterapia popular praticada no bairro do Sossego, Marudá – Marapanim, PA e traz subsídios para futuros projetos para o desenvolvimento de arranjos produtivos locais com fitoterápicos e para a utilização de remédios preparados pelo Grupo Erva Vida na atenção básica a saúde no Distrito assim induzindo o Desenvolvimento Local em Marudá.
Abstract: In the Amazon medicinal plants are a mare resource for the treatment of various diseases, given the cultural context, access, reliability and low cost compared to industrial medicine. This context, is the Marudá District, in the municipality of Marapanim distant 160 km from the Belém state of Pará, where it is common to use medicinal plants to treat health problems. In Brazil has shown several surveys of plant species used in folk phytotherapy of a human group, applying methodologies such as ethnobotany and etnopharmacy to inventory the plant species. This work aims to investigate the practice of folk herbal medicine by the residents of the Quiet neighborhood, including a group of women called Herb Life Marudá District state of Pará, highlighting the importance of medicinal plants for this human group in cultural, economic and environmental terms. For this we carried out in the ethnopharmaceutical survey medicinal plants used by local people. To perform the work of 18 popular herbal medicine practitioners who were nominated by the community’s itself in Quiet Neighborhood (holders of knowledge about medicinal plants people) were interviewed following the "Snow Ball" technique. Women's Group Life Herb, being also in possession of knowledge on medicinal plants were also interviewed. Were cited 96 ethnospecies for medical, according to informants, they are distributed in 44 families, highlighting the Lamiaceae with 11 ethnospecies (11,70%) and Asteraceae, with 7 ethnospecies (7,44%). The most cited grievance is fever, treated with Anador plant having the highest relative frequency of use claim (FRAPS), 100% of the votes, followed with 88% of rue to treat headache. These two plants have potential for more drug to validate their claims folk usage studies. This paper reports the popular wisdom about folk herbal medicine practiced in Quiet neighborhood, Marudá - Marapanim, PA and provides insights for future projects for the development of place productive arrangements with herbal medicines and the use of drugs prepared by Herb Life Group at attention basic health thus inducing the District Place Development in Marudá.
Keywords: Fitoterapia
Etnobotânica
Plantas medicinais - Marudá (PA)
Ervas - Uso terapêutico - Marudá (PA)
Matéria médica vegetal
Concentration Area: GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS E DESENVOLVIMENTO LOCAL
Research Line: GESTÃO AMBIENTAL
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Meio Ambiente
Program: Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia
Appears in Collections:Dissertações em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (Mestrado) - PPGEDAM/NUMA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_FitoterapiaPopularBairro.pdf4.75 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons