Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8383
Compartilhar:
Tipo: Tese
Data do documento: 27-Nov-2015
Autor(es): MOTA NETO, João Colares da
Primeiro(a) Orientador(a): ARAÚJO, Sônia Maria da Silva
Título: Educação popular e pensamento decolonial latino-americano em Paulo Freire e Orlando Fals Borda
Agência de fomento: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citar como: MOTA NETO, João Colares da. Educação popular e pensamento decolonial latino-americano em Paulo Freire e Orlando Fals Borda. 2015. 368 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Resumo: Este estudo objetiva analisar a constituição de uma concepção decolonial no pensamento social e pedagógico de Paulo Freire e de Orlando Fals Borda, identificando seus aportes para a formulação de uma pedagogia da decolonialidade como expressão da educação popular latino-americana. Parte do seguinte problema de investigação: que concepção decolonial se apresenta no pensamento social e pedagógico de Paulo Freire e Orlando Fals Borda, e quais as contribuições destes autores para a constituição de uma pedagogia da decolonialidade como expressão da educação popular latino-americana? Caracteriza-se, metodologicamente, como uma tese teórica, inscrita nos domínios da história cultural e da história comparada do pensamento social. As fontes primárias da investigação são as obras de Paulo Freire e Orlando Fals Borda, escritas em distintos e significativos momentos de suas produções intelectuais. Nos dois autores, a concepção decolonial é buscada a partir de quatro aspectos: biográfico, epistemológico, metodológico e ético-político. Resultados do estudo convergiram para a confirmação da hipótese, logo, para a afirmação da tese, de que as obras de Paulo Freire e Orlando Fals Borda são um antecedente do debate da decolonialidade na América Latina e que a constituição de uma pedagogia decolonial em nosso continente se fortalece com as contribuições pedagógicas, políticas, epistemológicas e sociológicas que estes autores forneceram para a educação popular. Sustenta-se este argumento com base em suas trajetórias praxiológicas como intelectuais sentipensantes e educadores terceiro-mundistas; em suas críticas contundentes à natureza colonialista da sociedade, da pedagogia e da ciência dominante; em suas apostas rumo a uma educação popular dialógica, intercultural, conscientizadora e pesquisadora; bem como em suas utopias rebeldes, subversoras e insurgentes.
Abstract: This study aims to analyze the formation of a decolonial conception on the social and pedagogical thoughts of Paulo Freire and Orlando Fals Borda, identifying their contributions for the formulation of a decolonial pedagogy as an expression of popular Latin American education. It considers the following problem: which decolonial conception is present on the social and pedagogical thoughts of Paulo Freire and Orlando Fals Borda, and what the contributions of these authors for the formulation of a decolonial pedagogy as an expression of popular Latin American educacion? This thesis is characterized, methodologically, as a theoretical one, registered in the fields of cultural and comparative history of the social thought. The primary research sources are the works of Paulo Freire and Orlando Fals Borda, written in distinct and significant moments of their intellectual productions. In both authors, the decolonial design was sought as from four aspects: biographical, epistemological, methodological and ethical-political. The study results converged to confirm the hypothesis, then, the thesis’ statement that the works of Paulo Freire and Orlando Fals Borda are an antecedent of the Latin American decoloniality debate, and that the creation of a decolonial pedagogy in our continent is strengthened by educational, political, epistemological and sociological contributions that these authors provided for the popular education. This matter is sustained on its praxeological trajectories as sensing/thinking intellectuals and Third World educators; in their sharp criticism to the colonialist nature of society, the pedagogy and mainstream science; in their bets towards a dialogic, intercultural, conscientizing and researcher popular education; as well as their rebellious, subversive and insurgent utopias.
Resumen: Este estudio tiene por objetivo analizar la constitución de una concepción decolonial en el pensamiento social y pedagógico de Paulo Freire y de Orlando Fals Borda, identificando sus aportes para la formulación de una pedagogía de la decolonialidad como expresión de la educación popular latinoamericana. Parte del problema de investigación: ¿qué concepción decolonial se presenta en el pensamiento social y pedagógico de Paulo Freire y Orlando Fals Borda, y cuáles son las contribuciones de estos autores para la constitución de una pedagogía de la decolonialidad como expresión de la educación popular latinoamericana? Metodológicamente constituye una tesis teórica, inscrita en los dominios de la historia cultural y de la historia comparada del pensamiento social. Las fuentes primarias de la investigación son las obras de Paulo Freire y Orlando Fals Borda, escritas en distintos y significativos momentos de sus producciones intelectuales. En los dos autores la concepción decolonial es buscada a partir de cuatro aspectos: biográfico, epistemológico, metodológico y ético-político. Los resultados del estudio tendieron a la confirmación de la hipótesis, entonces, para la afirmación de la tesis de que las obras de Paulo Freire y Orlando Fals Borda son un antecedente del debate de la decolonialidad en América Latina, y que la constitución de una pedagogía decolonial en nuestro continente se fortalece con las contribuciones pedagógicas, políticas, epistemológicas y sociológicas que estos autores aportaron a la educación popular. Este argumento se sustenta en sus trayectorias praxeológicas como intelectuales sentipensantes y educadores tercermundistas; en sus críticas contundentes a la naturaleza colonialista de la sociedad, de la pedagogía y de la ciencia dominante; en sus apuestas por una educación popular dialógica, intercultural, concientizadora e investigativa; así como en sus utopías rebeldes, subversivas e insurgentes.
Palavras-chave: Educação popular
Pedagogia crítica
Decolonialidade
Freire, Paulo, 1921-1997
Orlando Fals Borda
América Latina
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::ENSINO-APRENDIZAGEM::AVALIACAO DA APRENDIZAGEM
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Sigla da Instituição: UFPA
Instituto: Instituto de Ciências da Educação
Programa: Programa de Pós-Graduação em Educação
Aparece nas coleções:Teses em Educação (Doutorado) - PPGED/ICED

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_EducacaoPopularPensamento.pdf3,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons