Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8895
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 14-Mar-2016
Authors: COSTA, Dayseane Ferraz da
First Advisor: SILVEIRA, Flávio Leonel Abreu da
Title: Quando o campo é o museu: uma etnografia da relação homem, tempo e os objetos na cidade de Belém
Citation: COSTA, Dayseane Ferraz da. Quando o campo é o museu: uma etnografia da relação homem, tempo e os objetos na cidade de Belém. 2016. 197 f. Tese (Doutorado). – Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia.
Resumo: A ideia central discutida nesta tese é a de que os museus se constituem em espaços profícuos para uma abordagem etnográfica acerca da relação homens, temporalidades e objetos. Considerando a longa tradição da pesquisa antropológica em instituições museais, busco problematizar um viés que vai além da perspectiva da investigação de coleções etnográficas e de culturas representadas pelas mesmas, como foi muito recorrente dentro da referida tradição. A partir da investigação de três espaços museológicos e da instituição gerenciadora dos mesmos evidencio o universo relacional que dinamiza essa realidade cotidianamente ligada à cultura material ali existente. Em meio a memórias selecionadas para serem perpetuadas; a histórias narradas por textos e objetos e a culturas representadas acerca da Amazônia, chamo atenção para a dimensão humana que lida com tais representações interagindo socialmente por meio de ações, escolhas, conflitos e negociações. À dimensão subjetiva, atrelo também a dimensão material, ou seja, os objetos que formam coleções e que possuem uma trajetória de uso e reuso dentro da sociedade fora e dentro dos museus. Neste último aspecto problematizo a história de três coleções e seus colecionadores. Nos três capítulos do trabalho procuro colocar as questões pontuadas acima, que foram sendo formuladas advindas também da minha vivência no campo que pesquiso, o qual me propus a investigar sob o prisma da Antropologia. Os capítulos que se seguem dão conta primeiramente da minha experiência etnográfica e do meu envolvimento com meu objeto de estudo; em seguida discuto a construção metodológica da pesquisa, bem como os aportes teóricos que embasaram minha análise. Em um segundo, momento problematizo as dinâmicas institucionais e as relações intercambiantes que se engendram dentro dos museus e da unidade sistêmica que os gerencia; neste aspecto reflito sobre a minha própria condição como pesquisadora e como nativa do lugar. Por fim, analiso a relação dos sujeitos sociais com os objetos que estão salvaguardados nos museus, os quais se apropriam deles de diversas maneiras; as exposições e narrativas expositivas também são problematizadas dentro dos espaços museológicos pesquisados, como representações que constroem leituras sobre a história, as culturas e o passado das Amazônia e da cidade de Belém.
Abstract: The main idea discussed in this thesis is that museums constitute fruitful areas for an ethnographic approach on respect men, time frames and objects. Considering the long tradition of anthropological research in museum institutions, attempts to analyze a bias that goes beyond the perspective of research and ethnographic collections of cultures represented by the same, as too frequently within the said tradition. From the investigation of three museum spaces and Managing company of the same institution made evident the relational universe that streamlines this daily connected to the culture there existing material reality. Amid the selected memory to be perpetuated; the stories told by text and objects and cultures represented on the Amazon, call attention to the human dimension that deals with such representations interacting socially through actions, choices, conflicts and negotiations. In the subjective dimension, also connect the material dimension, that is, objects that make up collections and have a usage history and reuse within the society outside and inside the museums. On the latter problematized the story of three collections and their collectors. In the three chapters of the work I try to put the questions scored above that have been made arising also from my experience in the field researching, which set out to investigate from the perspective of anthropology.The chapters that follow give account first my ethnographic experience and my involvement with my subject matter; then discuss the methodological construction of the research and the theoretical framework that supported my analysis. In a second moment problematized institutional dynamics and divergent relationships that are engendered within the museums and systemic unit that manages them; in this regard I reflect on my own condition as a researcher and as a native of the place. Finally, we analyze the relationship of social subjects with the objects that are protected in museums, which appropriated them in various ways; the exhibits and expository narratives are also problematized within the museum spaces surveyed, such as representations on readings about the history, the culture and the past of the Amazon and the city of Belém.
Keywords: Museologia
Arqueologia
Etnografia
Museus
Coleções
Objetos
Belém - PA
Pará - Estado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::ARQUEOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::MUSEOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia
Appears in Collections:Teses em Sociologia e Antropologia (Doutorado) - PPGSA/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_CampoMuseuEtnografia.pdf3.6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons