Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9141
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2013
metadata.dc.creator: OLIVEIRA, Sheyla Mara Silva de
metadata.dc.contributor.advisor1: BICHARA, Cléa Nazaré Carneiro
Title: Esquistossomose mansônica na Amazônia – reavaliação do primeiro foco com transmissão autóctone, Fordlândia, Pará
Other Titles: Schistosomiasis: Reassessment of the first outbreak with in authocthonous transmission, Fordlandia Para
Citation: OLIVEIRA, Sheyla Mara Silva de. Esquistossomose mansônica na Amazônia – reavaliação do primeiro foco com transmissão autóctone, Fordlândia, Pará. 2013. 67 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: Alguns focos de transmissão da esquistossomose mansônica estão instalados no Estado do Pará, com possibilidade permanente de expansão pelas importantes correntes migratórias mediante as demandas econômicas e sociais na região. Foi proposto reavaliar a situação epidemiológica de transmissão desta endemia na Vila de Fordlândia, município de Aveiro-PA, onde esta se estabeleceu como o primeiro foco autóctone na Amazônia, decorrente de intenso fluxo migratório por valorização da extração da borracha, sendo considerado extinto há vários anos. O estudo foi realizado entre setembro a novembro de 2012, envolvendo 204 individuos dos núcleos familiares atendidos pela Estratégia de Agentes Comunitários de Saúde no Distrito de Fordlândia-PA, submetidos a inquérito coproscópico pelo método de Kato-Katz (uma amostra per capta, processadas em 3 lâminas) com descrição do perfil sócio-demográfico através de entrevista para identificação das condições ambientais do peridomicilio, de moradia, saneamento básico, presença de coleções hidricas, tipo e forma de contato com as mesmas, onde estariam inseridos possíveis fatores de risco de transmissão. Obteve-se que a maioria são mulheres (53%), com mais de 20 anos (56%), sobretudo estudantes e agricultores (32% e 25%), residentes na localidade de Fordlândia (52%) há meses ou anos (64%). Apesar das condições ambientais, de moradia e saneamento básico manterem-se a semelhança da época de atividade do foco de esquistossomose, no distrito de Fordlândia-PA não foi identificado nenhum caso de esquistossomose considerando-se todos os exames coproscópicos negativos para ovos de S. mansoni, possivelmente por esta localidade desta vez não ter sido atingida pela entrada de migrantes parasitados por este helminto, o que permitiria o restabelecimento do ciclo no local. A dispersão de planorbídeos Biomphalaria na planície amazônica, somada a intensificação das redes migratórias, requer permanente vigilância na região quanto a expansão e surgimento de futuros focos de transmissão de esquistossomose mansônica, inclusive com a reemergência de focos já extintos como o de Fordlândia-PA.
Abstract: Some foci of transmission of schistosomiasis are installed in Para State, with the possibility of permanent expansion by major migration flows through the economic and social demands in the region. It was proposed to reassess the epidemiological situation of schistosomiasis transmission in this village of Fordlandia, the city of Aveiro, PA, where it was established in 1951 as a result of intense migration appreciation for the extraction of rubber, as the first indigenous Amazonian focus, being considered extinct for several years. The study was conducted between September and November 2012, involving 204 individuals of households served by Strategy Community Health Workers in the District of Fordlandia, PA, submitted to parasitological survey by the Kato-Katz (one sample per capita, processed 3 blades) with description of the socio-demographic profile through interviews to identify the environmental conditions of peridomicile, housing, sanitation, presence of collections hydro, type and form of contact with them, which would be inserted possible risk factors for transmission . It was found that the majority are women (54%), with more than 20 years (56%), especially students and farmers (32% and 26%), residents in the town of Fordlandia (52%) for months or years (64 %). Although environmental conditions, housing and sanitation remain the similarity of the season's activity focus of schistosomiasis in the district of Fordlandia-PA was not identified no cases of schistosomiasis considering all coproscópicos tests negative for eggs of S. mansoni, possibly for this location this time was not affected by the entry of migrants infected by this worm, allowing the restoration of the cycle in place. The dispersal of Biomphalaria snails in the Amazon floodplain, plus the intensification of migratory networks, requires constant vigilance in the region as the expansion and development of future outbreaks of transmission of schistosomiasis, including the reemergence of outbreaks now extinct like Fordlandia-PA.
Keywords: Doenças infecciosas e parasitárias
Epidemiologia
Esquistossomose mansônica
Vila de Fordlândia - PA
Aveiro - PA
Pará - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EsquistossomoseMansonicaAmazonia.pdf2,32 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons